Médico denuncia que gestores do Piauí não querem aceitar tratamento que diminui mortes por coronavírus

12904

O Médico Anatóle Borges denuncia que gestores públicos no Piauí não querem aceitar o protocolo científico à base de Hidroxicloroquina e Corticoterapia que tem diminuído a taxa de mortalidade e  internação em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de pacientes infectados pelo coronavírus. Clique e baixe o documento: CORTICOTERAPIA SARSCOV2 – VERSAO FINAL.pdf 

O profissional revela que há semanas um grupo de médicos vem tentando junto aos gestores municipais e estaduais a importância do tratamento nas fases iniciais da doença. Porém, diz o médico, os gestores se negam a aceitar os resultados positivos que são encontrados não só na Espanha, mas também na Itália e na França.

“São inúmeros os Centros Médicos que tem demonstrado resultados positivos com o uso precoce da Hidroxicloroquina e Corticoterapia em altas doses na COVID-19, em especial nas fases iniciais da doença. Até quando nossos gestores fecharão os olhos para essa realidade? Quantas vidas serão perdidas até que se alcance pesquisas com evidência nível A em um período de Pandemia? Vamos pressionar nossos gestores para essas respostas”, escreveu no Instagram.

Assista: 

Dr. Anatóle integra um seleto grupo de médicos que se uniam para o combate ao coronavírus no Piauí, capitaneados pelo Dr. Luiz Airton e Dr. Sabas Vieira, com suporte da Drª Marina Bucar, médica e especialista que mora na Espanha. Os estudiosos ressaltam que o princípio básico é o uso em benefício do paciente, liberdade profissional e a autonomia do médico.

O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Seguindo protocolos estabelecidos pela conterrânea Doutora Marina Bucar Barjud, que mora em Madri, coordenadora científica da Universidade de Zaragoza, na Espanha, médicos do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, interior do Piauí, salvaram oito pacientes do coronavírus com aplicação de um eficiente coquetel à base de hidroxicloroquina, azitromicina e corticóides em fases iniciais dos sintomas da doença.

Os jornalistas Feitosa Costa e Francisco Barbosa revelaram nesta semana, em 1ª mão, que os pacientes deram entrada com sintomas da doença e foram submetidos aos procedimentos nas fases I (infecciosa) IIA (inflamatória sem hipóxia). Conforme o oncologista Sabas Vieira, com rápida evolução positiva dos quadros clínicos após aplicação dos remédios, nenhuma das pessoas precisaram ser internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

PUBLICIDADE:
Ouça Rádio O melhor aplicativo e ouça qualquer emissora do Piauí, noticiários musicas, leve rápido e pratico. AGORA Também versão IOS.
BAIXE  : CLICK AQUI E BAIXE AGORA

O especialista cita no vídeo (abaixo) a eficiência do protocolo no tratamento de pacientes infectados pelo coronavírus no Piauí. Os novos e revolucionários métodos para enfrentamento à doença começam a ser preparados para aplicação no Brasil inteiro.


A médica Marina Bucar Barjud, também de Floriano, tratou mais de 600 pacientes com o coronavírus em Madrid, onde a mortalidade por Covid-19, a partir dos mesmos procedimentos, caiu de 20% para 1,8%, nos últimos dias.

fonte:cartapiaui.com.br