Açude caldeirão no Piaui ameaça romper,alerta DNOCS desde dezembro de 2018

8127

Assim como na barragem de Algodões, parede do Açude Caldeirão pode romper, atesta DNOCS.

Laudo realizado em dezembro de 2018 pela equipe técnica do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS, aponta que providência imediatas devem ser tomadas pelo Departamento de Estradas e Rodagem do Piauí – DER, para que se evitem “tragédias com ceifamento de vidas humanas no Açude Caldeirão”.

Segundo os técnicos, desde 2014 quando foi feito o asfaltamento da PI-327, que liga Piripiri à cidade de Lagoa de São Francisco, passando pela crista do Açude Caldeirão, não foi realizado um trabalho de drenagem no local, ocasionando assim o acúmulo de água e ameaça a parede do açude.

De acordo com o laudo “é importante ressaltar que antes da implantação desse asfalto, a drenagem existente desde a conclusão do empreendimento nunca ameaçou a sua segurança, e chegamos à conclusão após levantamento por topografia clássica a não existência de drenagem no trecho em evidência”.

técnicos ressaltam ainda a ajuda do prefeito Luiz Menezes, mesmo sem responsabilidade, para resolutividade emergencial do problema. “Pela gravidade da situação, com risco iminente de rompimento da barragem, imediatamente recuperamos uma cavidade com ajuda substancial da Prefeitura de Piripiri”.

Ciente do problema, o prefeito Luiz Menezes encaminhou ofícios ao DER, Assembleia Legislativa e Ministério Público. “Imaginem o risco que a população de Piripiri corre. É um assunto gravíssimo e o governo estadual, assim como aconteceu na tragédia da barragem de Algodões, se omite diante de tal situação. E o problema não é somente no trecho da crista do Caldeirão, mas sim por toda a extensão da PI que liga a cidade de Lagoa de São Francisco”, ressalta o prefeito.Em dezembro, após fortes chuvas, foi aberto um buraco na malha asfáltica da parede do Açude Caldeirão, o que deixou os órgãos competentes em alerta. Confira a matéria!

fonte:reporter10.com