42 mil benefícios do Bolsa Familia já foram bloqueados no Piauí

672

Auditoria do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), divulgada pela Controladoria Geral da União na quinta-feira, 04 de janeiro, aponta que 42.231 famílias piauienses já tiveram o Bolsa Família bloqueado de outubro de 2016 até dezembro do ano passado. O benefício foi suspenso por graves indícios de irregularidades. Ao todo, mais de 450 mil auxílios são repassados mensalmente para entes piauienses. Além disso, o indicativo de fraude motivou o cancelamento de 13,6 mil benefícios no Estado. Em todo o Brasil os bloqueios chegam a 1,4 milhão em um universo de mais de 13,9 milhões de famílias beneficiadas. O processo de auditoria vem sendo orquestrado pela CGU e o MDS devido à importância de garantir controle e transparência das informações do Bolsa Família, tendo em vista sua relevância social, já que o público-alvo do Programa refere-se às 13,5 milhões famílias que vivem em situação de extrema pobreza (renda mensal por pessoa até R$ 85) e de pobreza (renda mensal por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170, desde que tenham em sua composição crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos). Assim, o alerta da CGU é que a concessão dos benefícios tem caráter temporário e não gera direito adquirido, devendo o Cadastro Único ser atualizado obrigatoriamente em até dois anos ou quando houver alteração da situação de condição das famílias. O MDS aplicou o bloqueio dos benefícios para os casos em que as famílias tiveram renda per capita inconsistente identificada entre R$170,00 e meio salário mínimo (R$ 440,00), visto que se enquadram na regra de permanência (flutuações pontuais de renda que não alteram a condição estrutural de pobreza), sendo necessário o recadastramento para o desbloqueio. Já para aquelas com renda superior a meio salário mínimo, foi aplicado o cancelamento do benefício.

fonte:meionorte